Ano novo... Vida nova!
Você, provavelmente, já ouviu isso em algum lugar...
A passagem do dia 31 de dezembro para o dia 1º de janeiro é uma das mais comemoradas do mundo, pois traz consigo um grande sentimento de renovação, paz e esperança de um ano, uma vida e um mundo melhor.
Promessas são feitas, novos objetivos são traçados e todos os tipos de simpatias e rituais são realizados, como vestir roupas novas, usar branco, pular ondas, dar flores para Yemanjá, dar um beijo em alguém à meia noite, guardar sementes de romã na carteira, comer lentilha, entre muitas outras...
Até mesmo o ódio ou desavença por outra pessoa ou nação muitas vezes é deixado de lado por alguns instantes... Motivo pelo qual o dia 1º de janeiro foi escolhido pela Organização das Nações Unidas como o Dia da Confraternização Universal e da Paz, para promover a fraternidade dos povos, apesar de nem todos comemorarem o ano novo nesta data.
Essa prática de comemorar a virada do ano neste dia vem desde o ano 153 a.C, quando os romanos decidiram, por lei do senado, colocar 1º de janeiro como o primeiro dia do ano. No ano 46 a.C., o governador romano, Júlio César, estabeleceu um decreto com um novo calendário, conhecido como calendário Juliano, que manteve o mesmo dia para começar o ano.
No entanto, essa data só foi realmente consolidada e adotada mundialmente, sobretudo por países cristãos, em 1582, com o calendário criado pelo Papa Gregório VIII, chamado de calendário gregoriano.
Diversos povos e países têm datas diferentes para a comemoração do ano novo até hoje, entre eles, a China, que contém seu próprio calendário sem um dia fixo para a grande virada, que normalmente ocorre no fim de janeiro ou início de fevereiro.
A comunidade judaica também tem o seu calendário próprio e a sua festa de ano novo, chamada de Rosh Hashaná, dura dois dias do mês Tishrê (entre setembro e outubro no calendário gregoriano). Hoje, os judeus estão no ano 5.773 e a última virada de ano ocorreu no dia 16 de setembro.
Já para os islâmicos, o ano novo é celebrado em meados de maio, no aniversário da chamada Hégira, que foi a partida de Maomé e seus discípulos da cidade de Meca para Yatrib, atual Medina. O ano zero dos islâmicos corresponde ao nosso ano de 622.
Enfim... Tudo isso é muito interessante e daria para escrever um grande livro sobre a história do Réveillon, (palavra oriunda do verbo réveiller, que significa ‘despertar’ em francês), mas, na verdade, tudo isso é para dizer que, a partir da famosa crença: “Ano novo... Vida nova”, o Mito dos Mitos está de volta.
Após um longo recesso, o blog volta à ativa do zero, com um layout totalmente novo e uma matéria nova toda semana. Sim, eu sei... Essa parece uma daquelas promessas de ano novo que nunca são concretizadas, mas se você entrar aqui todos os domingos, a partir de hoje, você vai ver que isso é verdade!
Aproveitando que sobrevivemos ao fim do calendário Maia, no dia 21 de dezembro de 2012 (alguém tinha dúvidas? Pior é que sim...), que tal levarmos nossos objetivos adiante pelo menos uma vez?!
Como sempre nessa época, o otimismo é grande em todos os sentidos, mas, por algum motivo, dessa vez é mais... 2013 há de ser O ANO para mim, para você e para o mundo todo.
Era nítido que aquela história de fim do mundo não iria se concretizar, apesar de muitas pessoas terem se preparado, estocado comida e água em abrigos e locais supostamente seguros contra qualquer coisa que viesse a destruir o planeta, mas a verdade é que o fim do calendário Maia marca o fim de um ciclo e o início de outro, e não o fim do mundo, afinal, o fim não existe... O que existe é o recomeço. O planeta Terra está de prova. Este blog também...
Na mesma linha de antes, as matérias irão falar sobre cinema, TV, música, viagens, literatura e todo o tipo de temas da atualidade, desde esportes e cultura até política e economia. E claro, sempre destacando os maiores mitos... Até o Mito dos Mitos...
De preferência, leiam... Quem gostar, participe, comente, vote nas enquetes e ajude a divulgar.
Muito obrigado e um ótimo 2013 a todos!
Um ótimo recomeço...

Encontro vocês aqui no próximo domingo, dia 06 de janeiro de 2013, quando será publicada a primeira matéria do ano...


P.S.¹: Todas as críticas e opiniões expressadas neste blog são exclusivamente minhas, sem qualquer vínculo com o veículo de comunicação no qual eu trabalho.
P.S.²: Todo o material aqui publicado tem todos os direitos reservados, sendo proibida a cópia ou reprodução sem prévia autorização do autor.

Arthur Ordones

Categories:

One Response so far.

  1. Excelente matéria de retorno! Adorei ler sobre o início do Ano para outros povos e a mensagem otimista que passa sobre o ano que vai começar.
    Ano ímpar...ano de sorte...prevejo coisas boas pela frente.
    Parabéns e...vou cobrar as matérias semanais...rsrsr.